segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Desejo que vai e vem...

De outro não posso cobrar
As amarguras que aqui se fez
Não pertence a ninguém
Minhas desilusões
Meus poucos vinténs.

Nem a mim
Nem a você
Cabem falas improvisadas
Noites inventadas
Dores que não convém

Deixarei esquecida
A Briga que não tivemos
Presságios de sentimentos
Desejo que vai
Vem.

5 comentários:

  1. Desejo que vai e se deixa ir.

    bjs amiga
    e uma semana iluminada

    ResponderExcluir
  2. Um versejar encantador, parabéns Faby *-*

    ResponderExcluir
  3. Tem horas que é melhor deixar pra lá, pra depois, procrastinar

    Um beijo, querida Faby.

    ResponderExcluir
  4. Que Deus abençoe sua menina. Muita saúde à ela... às três.

    bjs

    ResponderExcluir